Segundo a pasta, mudança foi programada por causa de falhas pontuais no sistema do programa. Lista de pré-selecionados sairá apenas na sexta-feira (19). As inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) do 1º semestre de 2022 serão reabertas por 24 horas nesta terça-feira (15), no portal do programa, segundo o Ministério da Educação (MEC).
A princípio, pelo edital, elas teriam se encerrado na última sexta-feira (11).
A decisão de alterar o cronograma foi tomada após a pasta “identificar lentidão e interrupções pontuais, durante poucos minutos, no sistema eletrônico do Fies”.
LEIA TAMBÉM:
REDAÇÕES NOTA MIL: leia exemplos do Enem 2020
RENEGOCIAÇÃO DO FIES: entenda as regras para pagar dívidas
VAGAS OCIOSAS: Fies terá orçamento 35% menor para 2022
Até as 23h59 de terça, portanto, serão aceitas novas inscrições, e aquelas já efetuadas poderão ser editadas (o candidato terá direito a mudar suas opções de curso, se quiser).
Essa mudança altera também a data de divulgação dos resultados, transferida da própria terça (15) para a sexta-feira da mesma semana (18).
Veja como ficou o novo calendário do Fies:
Inscrições: 8 a 11 de março (reabertura por 24 horas em 15 de março)
Resultados (pré-selecionados): 18 de março
Complementação das inscrições dos pré-selecionados: de 21 a 23 de março
Convocação da lista de espera: de 24 de março a 4 de maio
Abaixo, tire suas dúvidas a respeito do programa:
O que é o Fies?
Por meio do Fies, é possível usar a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para pleitear um financiamento das mensalidades de uma instituição de ensino privada.
Atenção: diferentemente do Prouni, o programa não oferece bolsas de estudos e, sim, um “empréstimo”. Depois de concluir a graduação, o candidato deverá quitar a dívida, em parcelas proporcionais à sua renda.
Quem pode se inscrever?
Para se inscrever, o candidato precisa ter:
participado de alguma edição do Enem entre 2010 e 2021;
tirado pontuação média nas quatro provas (Ciências Humanas, Ciências da Natureza, Linguagens e Matemática) igual ou superior a 450, e nota superior a zero na redação;
renda familiar mensal bruta per capita de 1 a 3 salários mínimos.
Como participar?
O aluno deve:
Entrar em http://fies.mec.gov.br.
Clicar em “Minha Inscrição” e, em seguida, em “Fazer Cadastro”.
Digitar os dados de acesso da conta “gov.br” (CPF e senha).
Analisar os cursos com vagas disponíveis e escolher até três opções. Observação: é possível alterar essas informações quantas vezes quiser, até o encerramento das inscrições. Valerá o que estiver marcado no site às 23h59 da terça-feira.
O que é IES?
Ao buscar os cursos disponíveis, o sistema do Fies pede que o candidato preencha o campo “IES”.
A sigla significa “instituição de ensino superior”: ou seja, é preciso escrever o nome da faculdade ou da universidade onde se deseja estudar.
Abaixo, veja um vídeo sobre o que considerar antes de assinar o contrato do Fies:
7 perguntas para não cair em uma cilada no Fies
Quem é prioridade?
Além da nota do Enem, o sistema do Fies também considera a seguinte ordem de prioridade ao selecionar os alunos aprovados:
I – Candidatos que não tenham concluído o ensino superior e que nunca tenham se vinculado ao Fies.
II – Candidatos que não tenham concluído o ensino superior, mas já tenham sido beneficiados pelo financiamento estudantil (com todas as dívidas pagas).
III – Candidatos que já tenham concluído o ensino superior e não tenham sido beneficiados pelo Fies.
IV – Candidatos que já tenham concluído o ensino superior, por meio do Fies, com as dívidas pagas.
Quem ainda tiver débitos no programa não poderá se inscrever.
Como participar da lista de espera?
Os candidatos que não tiverem sido aprovados na chamada única (a ser divulgada em 18 de março) concorrerão automaticamente por uma vaga na lista de espera.
O que fazer depois de ser aprovado?
O candidato deve entrar novamente no site do Fies e complementar seus dados de inscrição.
Depois disso:
– em até 5 dias, ir a instituição de ensino para apresentar a documentação exigida;
– em até 10 dias, contados a partir do terceiro dia útil da visita à instituição de ensino, comparecer a um agente financeiro (como a Caixa Econômica Federal) para formalizar o contrato de financiamento.
VídeosSegundo a pasta, mudança foi programada por causa de falhas pontuais no sistema do programa. Lista de pré-selecionados sairá apenas na sexta-feira (19). As inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) do 1º semestre de 2022 serão reabertas por 24 horas nesta terça-feira (15), no portal do programa, segundo o Ministério da Educação (MEC).
A princípio, pelo edital, elas teriam se encerrado na última sexta-feira (11).
A decisão de alterar o cronograma foi tomada após a pasta “identificar lentidão e interrupções pontuais, durante poucos minutos, no sistema eletrônico do Fies”.
LEIA TAMBÉM:
REDAÇÕES NOTA MIL: leia exemplos do Enem 2020
RENEGOCIAÇÃO DO FIES: entenda as regras para pagar dívidas
VAGAS OCIOSAS: Fies terá orçamento 35% menor para 2022
Até as 23h59 de terça, portanto, serão aceitas novas inscrições, e aquelas já efetuadas poderão ser editadas (o candidato terá direito a mudar suas opções de curso, se quiser).
Essa mudança altera também a data de divulgação dos resultados, transferida da própria terça (15) para a sexta-feira da mesma semana (18).
Veja como ficou o novo calendário do Fies:
Inscrições: 8 a 11 de março (reabertura por 24 horas em 15 de março)
Resultados (pré-selecionados): 18 de março
Complementação das inscrições dos pré-selecionados: de 21 a 23 de março
Convocação da lista de espera: de 24 de março a 4 de maio
Abaixo, tire suas dúvidas a respeito do programa:
O que é o Fies?
Por meio do Fies, é possível usar a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para pleitear um financiamento das mensalidades de uma instituição de ensino privada.
Atenção: diferentemente do Prouni, o programa não oferece bolsas de estudos e, sim, um “empréstimo”. Depois de concluir a graduação, o candidato deverá quitar a dívida, em parcelas proporcionais à sua renda.
Quem pode se inscrever?
Para se inscrever, o candidato precisa ter:
participado de alguma edição do Enem entre 2010 e 2021;
tirado pontuação média nas quatro provas (Ciências Humanas, Ciências da Natureza, Linguagens e Matemática) igual ou superior a 450, e nota superior a zero na redação;
renda familiar mensal bruta per capita de 1 a 3 salários mínimos.
Como participar?
O aluno deve:
Entrar em http://fies.mec.gov.br.
Clicar em “Minha Inscrição” e, em seguida, em “Fazer Cadastro”.
Digitar os dados de acesso da conta “gov.br” (CPF e senha).
Analisar os cursos com vagas disponíveis e escolher até três opções. Observação: é possível alterar essas informações quantas vezes quiser, até o encerramento das inscrições. Valerá o que estiver marcado no site às 23h59 da terça-feira.
O que é IES?
Ao buscar os cursos disponíveis, o sistema do Fies pede que o candidato preencha o campo “IES”.
A sigla significa “instituição de ensino superior”: ou seja, é preciso escrever o nome da faculdade ou da universidade onde se deseja estudar.
Abaixo, veja um vídeo sobre o que considerar antes de assinar o contrato do Fies:
7 perguntas para não cair em uma cilada no Fies
Quem é prioridade?
Além da nota do Enem, o sistema do Fies também considera a seguinte ordem de prioridade ao selecionar os alunos aprovados:
I – Candidatos que não tenham concluído o ensino superior e que nunca tenham se vinculado ao Fies.
II – Candidatos que não tenham concluído o ensino superior, mas já tenham sido beneficiados pelo financiamento estudantil (com todas as dívidas pagas).
III – Candidatos que já tenham concluído o ensino superior e não tenham sido beneficiados pelo Fies.
IV – Candidatos que já tenham concluído o ensino superior, por meio do Fies, com as dívidas pagas.
Quem ainda tiver débitos no programa não poderá se inscrever.
Como participar da lista de espera?
Os candidatos que não tiverem sido aprovados na chamada única (a ser divulgada em 18 de março) concorrerão automaticamente por uma vaga na lista de espera.
O que fazer depois de ser aprovado?
O candidato deve entrar novamente no site do Fies e complementar seus dados de inscrição.
Depois disso:
– em até 5 dias, ir a instituição de ensino para apresentar a documentação exigida;
– em até 10 dias, contados a partir do terceiro dia útil da visita à instituição de ensino, comparecer a um agente financeiro (como a Caixa Econômica Federal) para formalizar o contrato de financiamento.
Vídeos

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Generated by Feedzy